terça-feira, 6 de março de 2012

Recuperação e o Psicológico

Essa, quem sabe a fase mais dura do tratamento.

Não vou mentir e nem vou ser hipócrita, é uma fase muito dolorosa e que vai mexer muito com o seu psicológico.

Essa minha fase durou 1 ano. Com a gaiola foram 9 meses de convívio. Embora alguns falem na internet que acostuma é pura mentira, não vou ficar criando falsas expectativas, esse não sou eu. Os ferros doem do primeiro ao ultimo dia que ficam enfiados no seu corpo. Doeu em mim e em todas as pessoas que eu conheci no hospital que usaram a gaiola.

Quando eu cheguei em casa nem sentar eu sentava por conta da bacia e só depois de sete meses consegui andar sem muleta mesmo estando de gaiola. Porém quando tirei a gaiola a perna estava muito fraca, principalmente o tendão de aquiles e eu ainda estava com uma infecção de pele. Então foram mais 3 meses para ficar 100%.

Quanto ao psicológico, eu sei, é uma merda, todos vão falar para você pensar positivo e isso chega a dar raiva. Não é fácil pensar positivo com tamanha dor 24 horas por dia.

Eu pensei positivo a minha recuperação inteira mas sempre tive momentos de desespero onde eu me via sem as pernas, acho que isso é normal, a situação é delicada, mas eu te garanto que a força de um pensamento bom é infinitamente mais forte que um pensamento ruim, então tenha "quedas" mas se levante de todas elas e eu tenho certeza que quando você se levantar estará infinitamente mais forte e determinado que antes.

Não é fácil, mas ninguém disse que seria, não é mesmo ? Acredite em você mesmo, você vai sair dessa e vai sair muito melhor, tanto fisicamente tanto quanto como pessoa. Tente tirar coisas boas do seu acidente e da sua recuperação. No começo é difícil, mas acredite em mim:
Há coisas boas, talvez até mais coisas positivas do que negativas e mais uma vez quero ressaltar que eu não to sendo hipócrita. Vocês devem estar pensando, é fácil falar isso agora e com toda razão é sim muito fácil, mas a diferença de um familiar ou um amigo e eu falar isso é que já passei por essa situação e não estou falando só por falar eu estou fazendo uma afirmação.

Não criei esse blog para incentivar ninguém com mentiras, mas sim com realidade.

Se o seu acidente for de menor gravidade que o meu, parabéns, acho que você não precisou levar uma porrada tao grande da vida para aprender, e sabe também que vai superar isso num estalar de dedos.

Agora, se o seu acidente for de maior gravidade que o meu, não é porque você precisou de uma correção maior que a minha e sim porque você é mais forte do que eu e pode mais também. Acredito eu que pessoas fortes não vêem a terra com uma missão fácil, pense nisso!

Além do mais eu tenho certeza que com o acidente não será só você que irá aprender, as pessoas ao seu redor e que te amam também apreenderão MUITO se quiserem. Mas isso é importante, não precisa se fazer de coitado, porque você não é, mas tente fazer as pessoas enxergarem o tamanho da sua força e faça elas refletirem sobre suas próprias vidas.

Se deixar vou ficar aqui escrevendo muito, mas quero só encerrar com essa frase:

" A sua dor de hoje é a sua força de amanhã. "

Bjo grande.



  Raio X da bacia após a cirurgia




Raio X da perna após a primeira cirurgia. Esse pedaço de osso, acreditem, estava no chão. Reparem no osso menor da direita ( mais fino ) o tanto de osso que eu perdi, era para ele chegar até o tornozelo.

5 comentários:

  1. Ótimo sua iniciativa, assim devemos ser ao reagirmos com uma situação dessa, meu dia marcado foi no dia 13 de outubro de 2007, onde bati em uma carroça de cavalo carregando um carro desmontado, onde eu tive 14 ossos quebrados ao meu lado direito do corpo, sendo os dedos do pé, tornozelo, fratura esposta na canela onde peguei infecção hospitalar, joelho, bacia em dois lugares, as costelas o braço tambem fratura exposta e por fim a cravicula...e assim operado no braço somente uma vez, ficando bom, e a perna ja estou em minha oitava cirurgia, sendo 2 Ilizarov, hoje estou com o segundo há 3 meses e mtuio grato a Deus por me dar uma nova chance para viver, mas en fim ótimo trocar essas experienia de vida, add voce no face e espero aprender um pouco mais com voce!!!http://www.facebook.com/REDECCS

    ResponderExcluir
  2. Parabens pela iniciativa, valente amigo. "O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manha" (Salmos 30:5).

    ResponderExcluir
  3. Sofri uma queda, onde quebrei os ossos da perna e o calcanhar. Confesso que nunca poderia imaginar a mudança tamanha na minha vida, tudo está parado para mim, mas para meus filhos e principalmente meu marido que abaixo de Deus é quem está me dando forças, com seu amor dedicado a cada segundo e sofrendo comigo todas as dores, primeiramente do redutor e na segunda cirurgia da gaiola.
    Admiro a iniciativa de criar um cantinho para podermos compartilhar, testemunhar e dar forças à quem está passando pelas mesmas tristes experiências. Fiquei comovida com as palavras desse comentário, mas só elevam a gente ao Trono da Graça, onde sabemos que "todas as coisas contribuem para o bem daqueles que amam a Deus e são chamados para o seu propósito". É maravilhoso poder contar com a força que Deus nos dá, Ele permite que entremos no deserto, contudo, continua cuidando de nós.
    Não sei quanto tempo terei que permanecer com a gaiola, mas seja quanto tempo for, sairei fortalecida, tanto no amor aos meus, ao próximo e principalmente a Deus,
    Abraços

    ResponderExcluir
  4. Realmente é dificil as incertezas são crueis, sofri uma queda no trabalho e quebrei o calcaneo estou a 26 dias esperado liberação do plano de saude para realizar a cirurgia estou extremamente preocupado pois o tempo é um aliado e inimigo se passar tempo demais não tera mais jeito e fazer a cirurgia e nesses momentos que vemos como somos frageis e dependentes de Deus.

    ResponderExcluir
  5. Nessa vida tudo passa,i as vezes pensamos que somos melhor que outro. No dia 04/08/2012 as 18:25 hr da tarde estava voltando do Banco, depois de ter feito hora extra o dia inteiro,na rodovia Hermínio Peltrim que vai de Piracicaba a Charqueada próximo ao Parque Orlanda. Um carro fez um cruzamento direto sem parar no acostamento, atingindo minha moto na lateral esquerda. Pra honra e glória de DEUS, Fraturei apenas a perna esquerda. Usei um Fixador externo por 3 meses mas não adiantou,pois peguei uma forte infecção que tive que tirar 5 cm de osso e colocar um fixador mais resistente:(GAIOLA).Nesse meio termo fiz 6 cirurgia. Enfim,se passaram 1 ano e 11 meses. Irei tirar esse mês pois DEUS sabe de tudo e podi tudo. Eu posso afirmar que todos nós somos um MILAGRE DE DEUS!!

    ResponderExcluir

Muito obrigado por comentar.

Visite mais vezes.

facebook.com.br/DutraGlider